Como foi criado o Porta-Jaleco - O Original®?


Em uma área milenar como a da saúde, é difícil imaginar que ainda possa estar faltando algum acessório do dia a dia. Para quem ingressa ou já trabalha em clínicas e hospitais, é comum ter o sentimento de que já existe tudo o que precisa. Contudo, uma estudante da saúde amiga nossa desafiou essa percepção:


Preciso de alguma coisa para proteger o jaleco quando saio pra almoçar e quando vou pra casa. Senão fica todo amassado e pode sujar. Tem capinha de notebook, de celular...por que não tem pra jaleco? Não existe.

Decidimos avaliar essa polêmica de perto. Em Porto Alegre (RS), procuramos em lojas moda branca e uniformes por algo como um "Porta-Jaleco", feito especialmente para proteger o jaleco. Nada. Também buscamos na internet em sites de venda de jaleco e no Google (é claro). O máximo que conseguimos encontrar foram produtos feitos artesanalmente ou "sob demanda", um de cada vez. Todos com materiais muito simples e que não garantiam muita proteção ou durabilidade. Decidimos investigar mais a fundo essa situação.

Conversamos com profissionais de saúde de diversas áreas e estudantes de 12 universidades brasileiras para saber o que pensa quem vive esse problema no dia a dia. "O que você usa para transportar na rua?" foi a pergunta. 

Pesquisa para criação do Porta-Jaleco em 2015/2

As respostas que recebemos puderam ser agrupadas em três grandes grupos: sacolas plásticas (mais popular), sacos para sapato e bags feitas em costureiras artesanalmente (quase ninguém). Nesse processo, descobrimos que não é fácil encontrar um bom jeito de carregar o jaleco. Além de ser resistente, precisa servir na bolsa ou na mochila, já que carregar outra bolsa só para ele acaba com a praticidade tão necessária no dia a dia. Também ouvimos muitas reclamações sobre "como é chato tirar o jaleco da bolsa e estar com aspecto de sujo e amassado". Ficamos surpresos com todo esse retorno.

No fim das contas, a realidade é que muita gente dá "um jeitinho" colocando o jaleco dentro de uma sacola plástica ou de um daqueles sacos para sapato. É percebido que isso já ajuda, mas também se vê que não é uma solução muito boa. Já aqueles que mandam fazer uma bag de tecido em uma costureira acham o processo trabalhoso e concordam que raramente existe o cuidado de selecionar materiais de qualidade para garantir um produto de alto nível. Em outras palavras, depois de todo o trabalho para produzir o Porta-Jaleco, ele ainda ficava velho e desgastado em pouco tempo. Não valia a pena.

Estava claro que a solução ainda não existia. Para saber como criá-la, recorremos novamente ao povo da saúde perguntando quais características deveria ter o Porta-Jaleco ideal. Eis o resultado:

Como deveria ser esse Porta-Jaleco ideal?

Depois de muitos (e exaustivos) testes de materiais e tamanhos, finalmente chegamos ao Porta-Jaleco - O Original® que está disponível hoje no site. Ele é o primeiro produto do Brasil criado exclusivamente para a função de proteger o jaleco nos seus deslocamentos na rua. O segredo é um pequeno recipiente feito com dupla proteção: um tecido externo para proteger o jaleco da sujeira que vem de fora e um forro para mantê-lo limpinho no ambiente interno. O tamanho é 28cm x 28cm para servir na bolsa e na mochila, além não deixar o jaleco amassar (fica justinho!). E, naturalmente, os materiais utilizados são sempre de alta qualidade para garantir uma maior vida útil para o seu jaleco.

Abraços,
Gerson Azevedo
Equipe Porta-Jaleco


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados